Como saber se meu WhatsApp foi clonado? Saiba o que fazer

“Como saber se meu WhatsApp foi clonado e está sendo utilizado por hackers para variados tipos de golpes?” Leia o nosso guia e saiba exatamente o que fazer.

Quem usa aplicativos de mensagens como o WhatsApp sabe que é horrível pensar na possibilidade de alguém roubar ou usar a sua conta.

Ainda mais porque pode ter acesso a todas as conversas, nas quais informações privadas e sigilosas podem ser repassadas, incluindo fotos, vídeos e arquivos importantes. Mas afinal, dá para saber se seu WhatsApp foi clonado?

Bom, é importante esclarecer que uma conta de WhatsApp não pode simplesmente ser clonada, mas há como alguém ganhar acesso da sua conta e usá-la em algum dispositivo.

A boa notícia é que não é tão simples de manter algo assim escondido e você pode perceber se seu WhatsApp está sendo usado de maneira indevida por alguém. Também há maneiras de se proteger e evitar que isso aconteça e você pode aprender tudo isso com as nossas dicas logo abaixo!

Leia também: Como acabar com vírus no celular

Meu WhatsApp foi clonado? Como alguém pode ter acesso a sua conta

Meu WhatsApp foi clonado? Como alguém pode ter acesso a sua conta
Saiba o que fazer caso tenha o seu WhatsApp clonado

Conforme mencionamos, mesmo que seu WhatsApp não tenha como ser clonado, você já deve saber que há outras maneiras de utilizá-lo além do app de celular. Como não dá para usar a mesma conta em mais de um celular, o que alguém malicioso pode fazer é tentar ter acesso à sua conta na versão Web ou na versão Desktop.

Ainda assim, não dá para descartar a possibilidade de alguém tentar entrar com a sua conta em outro smartphone. A sorte é que se isso acontecer, você receberá um aviso pedindo que confirme que quer mudar sua conta para outro celular.

Desta forma, saberá que se trata de uma tentativa de phishing é uma possível invasão e poderá impedi-la facilmente ao negar o acesso.

A única situação em que você não perceberia isso acontecendo é se deixasse o celular de lado e alguém o usasse para confirmar a troca da conta para outro aparelho, ou se você mesmo, caindo em algum golpe, informar o código para o criminoso virtual.

É por isso que é sempre importante colocar alguma medida de segurança confiável para bloquear o aparelho.

Há ainda um tipo de golpe que pode ser aplicado para que seu chip SIM seja desativado e que o número seja transferido para outro chip. Com isso, a pessoa teria mais facilidade em acessar sua conta em outro smartphone sem você saber.

É claro que só de não conseguir usar seu chip SIM já é um grande indicativo de que algo está errado. Em casos assim, só dá para resolver ao entrar em contato com a sua operadora de celular mesmo.

Já a chance de alguém invadir sua conta na Web ou no app de PC é bem mais plausível. Isso é possível em alguns cenários diferentes, como a possibilidade de você ter feito login na versão Web em um computador que não é seu e esquecido de encerrar a sessão.

Também dá para a pessoa ter pego seu celular sem que você tenha visto para entrar na versão Web ou Desktop em algum momento.

Caso não fique atento e tenha o costume de utilizar essas versões do app com frequência, é bem possível que nem perceba o uso indevido da sua conta do WhatsApp desta forma. Mas é exatamente nisso que iremos focar no próximo tópico.

Leia também: Como baixar e instalar um antivírus grátis no PC

Como perceber usos indevidos na sua conta do WhatsApp

Como perceber usos indevidos na sua conta do WhatsApp

Agora que você sabe mais sobre como a sua conta do WhatsApp pode ser invadida e utilizada em outros dispositivos, é bem importante aprender como perceber se há realmente algum uso indevido acontecendo sem que você saiba. Há algumas maneiras bem simples de perceber tudo isso e que ocorrem no dia a dia.

Isso inclui, por exemplo, ver que há alguma mensagem que não leu, mas que consta como lida nas suas conversas. Outra situação comum é ver mensagens que foram enviadas da sua conta para alguém, mas que você nunca realmente enviou.

Fique atento até mesmo nas mensagens apagadas, já que alguém pode estar enviando algo e apagando depois para que você não descubra ou preste atenção.

Uma boa sugestão é também ficar de olho se há algum aviso do WhatsApp Web ou da versão Desktop terem sido usados recentemente. O app mobile costuma deixar uma notificação quando isso acontece, então basta ficar de olho no smartphone.

Outra medida a se tomar se estiver desconfiado é sair de todas as sessões ativas do WhatsApp que não sejam a do seu smartphone. Você pode fazer isso seguindo os passos abaixo:

1. Abra o WhatsApp no seu smartphone e clique nos três pontos verticais na parte superior direita da tela. 

No menu que se abrir, selecione a opção “WhatsApp Web”.

2. Você verá todas as sessões ativas da sua conta do WhatsApp na versão Web.

É possível ver o sistema operacional do dispositivo usado e data e horário do último uso.

3. Clique na sessão que quiser encerrar e clique em “Desconectar”.

Com isso, você terá encerrado a conexão que achou suspeita ou que não quer que fique mais ativa. É recomendado que sempre faça isso com qualquer computador que não seja do seu uso pessoal

Leia também: Tipos mais comuns de malwares e como se proteger

Dicas para se proteger

Sabendo mais sobre como as invasões podem acontecer e como você pode percebê-las e até se livrar delas, é bom ter uma noção do que você pode fazer para se proteger.

Afinal, temos certeza de que é bem melhor prevenir do que tentar encontrar soluções apenas depois que uma invasão já aconteceu.

No geral, as melhores dicas costumam ser bem simples, mas super eficazes. Nós separamos algumas das quais julgamos mais fáceis de seguir e que podem fazer toda a diferença. São elas as seguintes:

  • Não deixar o celular de lado em locais com pessoas que não confia;
  • Proteger o seu celular com algum tipo de bloqueio, seja por impressão digital, senha ou reconhecimento fácil, por exemplo;
  • Ative o bloqueio por impressão digital no WhatsApp para que ninguém consiga acessá-lo mesmo quando o celular estiver desbloqueado;
  • Ative a verificação de duas etapas no WhatsApp para evitar que alguém acesse sua conta em qualquer dispositivo sem que você saiba.
  • Por fim, mantenha sempre um bom antivírus instalado e atualizado no seu computador, para evitar qualquer infecção virtual que facilite acesso a sua conta do WhatsApp ou qualquer outra ferramenta ou aplicativo.

Nada muito complicado, não acha?! Tomando essas medidas e ficando de olho nas notificações e nas sessões ativas da versão Web, você já garante que sempre conseguirá manter a sua conta segura!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.