Tipos de malwares mais comuns!

Qual a diferença entre eles?

Home/Informática/Tipos de malwares mais comuns e qual a diferença entre eles

Conheça os diferentes tipos de malwares e qual o perigo que cada variante oferece ao seu equipamento.

Muitos acabam fazendo uma grande confusão na hora de definir o que é um malware, qual a diferença entre ele e um vírus ou um adware, entre outras dúvidas.

Por isso resolvemos trazer esse artigo, explicando sobre os principais tipos de malware a diferença entre eles, confira!

Tipos de Malwares – Vírus, Worms, Adware, Spyware…

Primeiro você precisa saber a definição correta de malware!

Malware é definido como todo e qualquer tipo de programa malicioso que pode infectar o seu computador ou smartphone, portanto, vírus é um tipo de malware, spyware é outro tipo de malware e por ai seguimos.

Agora entenda a diferença entre eles e o que cada um pode causar no seu equipamento!

Vírus

Vírus é com certeza o tipo mais popular de malware e até hoje o termo “vírus” é utilizado pela maioria para todos os tipos de malwares existente, onde os usuários resumem qualquer tipo de infecção a “meu computador está com vírus”.

Os malwares do tipo “vírus” ganharam esse nome pela capacidade de se espalhar e infectar vários arquivos no computador, podendo estender a infecção para outros equipamentos.

Podem fazer isso enviando e-mails com arquivos infectados ou utilizando mídias removíveis, antigamente com os disquetes e em tempos atuais com um Pen Drive ou HD Externo.

Leia nosso tutorial: Como proteger o Pen Drive contra vírus

O primeiro vírus de computador era chamado de “Brain” e foi desenvolvido em 1986, por incrível que pareça para combater a pirataria.

Dois irmãos que estavam tendo problemas com usuários pirateando os softwares da sua loja programaram o vírus para ser transferido e ativado no momento em que o disquete contendo o software era copiado.

O vírus atingia o setor de inicialização do equipamento e deixava de carregar o sistema operacional.

Worms

Os malwares do tipo worms são conhecidos pela capacidade de espalhar sem precisar de ajuda.

Após infectar o equipamentos os worms utilizam falhas de segurança na rede local para infectar outros computadores e também utilizam falhas nos programas de e-mail para enviar milhares de cópias para infectar novos usuários.

Alguns apenas utilizam recursos do sistema, mas algumas variantes podem oferecer grande perigo para roubar e/ou excluir informações do equipamento.

Adware

O adware é talvez um dos tipos de malwares mais odiados.

São eles os responsáveis por exibir propagandas em excesso no equipamento, seja durante a navegação na internet ou até mesmo no uso comum do computador.

Conteúdo relacionado: Como remover propagandas do navegador

O adware geralmente se instala com a própria “permissão” do usuário, durante a instalação desatenta de algum programa popular.

Ao clicar em “Avançar > Aceito > Avançar > Finalizar” sem ler o que está escrito e sem desmarcar a instalação de programas adicionais, acabam infectando o seu computador com algum tipo de adware.

Spyware

Um spyware, como o nome sugere, é um espião.

Pode monitor o que você digita no seu teclado, sites navegados e informações sobre os logins (usuário e senha) e enviar esses dados para criminosos virtuais.

Essa informações podem ser usadas por bandidos para roubar valores, praticar extorsão e outros tipos de crimes virtuais.

Ransomware

O ransonware é muito temido, se trata de um sequestrador de arquivos.

Após infectar o equipamento ele criptografa as informações e literalmente solicita um pagamento de resgate, geralmente solicitando valores entre US$ 500,00 e US$ 2.000,00.

Como esse pagamento é feito via Bitcoin (moeda virtual), rastrear esse pagamento e identificar o autor se torna muito difícil.

As empresas de segurança e em especial a Kaspersky (fabricante do melhor antivírus atual) não recomenda o pagamento.

Na página da empresa é oferecido uma ótima quantidade de ferramentas gratuitas para remover a infecção e desbloquear os arquivos.

Bots

Os bots são programados para executar ações específicas em um computador infectado.

Geralmente os Hackers mal-intencionados utilizam vários equipamentos infectados para comandar ataques em grande escala, como por exemplo um DDoS.

Rootkits

Os rootkits são malwares conhecidos pela sua capacidade de se esconder de programas de proteção.

São utilizados para oferecer acesso remoto ao equipamento, servindo para roubar informações ou para propagar outros tipos de malwares.

Trojan (Cavalo de Troia)

Um trojan, conhecido no Brasil como cavalo de troia, após infectar o equipamento ele se camufla como se fosse um programa ou arquivo inofensivo (é essa a origem do nome).

Ele não se espalha, a intenção é sempre passar desapercebido.

Enquanto permanece no equipamento ele coleta informações e brechas de segurança, que podem ser utilizados para diversos fins maliciosos.


Esses são os tipos mais comuns de malwares existentes e esse artigo foi escrito utilizando como fonte principal um FAQ da Kaspersky (incluindo a imagem de capa).

Tem alguma dúvida ou sugestão de texto? Entre em contato conosco!

Considere compartilhar esse texto nas redes sociais utilizando os botões abaixo.

Tipos de malwares mais comuns e qual a diferença entre eles
5 (100%) 1 vote
2017-04-24T22:55:05+00:00 abril 24th, 2017|Informática|